Filme e debate sobre o poeta e ex-professor da UnB integram programação da edição de 50 anos do festival, um dos mais importantes do país

Agraciado com o título de Doutor Honoris Causa em 2002, o professor Cassiano Nunes lecionou na Universidade de Brasília entre 1966 e 1991. Descrevia a UnB como “foco de estudo e amor”.

Cassiano sempre manteve uma relação muito próxima com a UnB, sendo inúmeras suas contribuições, mesmo após a sua aposentadoria. Natural de São Paulo e filho de imigrantes portugueses, se estabeleceu em Brasília no ano de 1966, a convite do colega Carlos Drummond de Andrade.

O professor faleceu em 2007, mas suas obras e acervo pessoal, de aproximadamente 14 mil volumes, encontram-se disponíveis para consulta local no espaço Cassiano Nunes, no subsolo da Biblioteca Central.

O horário de consulta é das 7h às 17h, de segunda a sexta-feira. Informações pelo telefone 3107 2702.

Saiba mais: https://goo.gl/hBn8To

 

 

Serviço:

Viva Cassiano!, de Bernardo Bernardes

23 de setembro, às 18h, no Museu da República

A exibição será seguida de debates e sorteio de livros para a plateia

 

#PraCegoVer Imagem com fundo vermelho e laranja, acima o título “UnB NO FESTIVAL DE BRASÍLIA”. Abaixo vários quadros brancos com os textos: “18/9, 18h30, Mostra Brasília, Local: Cine Brasília. O céu dos teus olhos. Direção: Danillo Borges e Diegos Borges; O vídeo de 6 faces, Direção: Maurício Chades; Tekoha – Som da Terra, Direção: Rodrigo Arajeju e Valdelice Veron; Vilão, Direção: Webson Dias”, “19/9, 18h30, Mostra Brasília, Local: Cine Brasília. O menino leão e a menina coruja. Direção: Renan Montenegro.”, “20/9, 18h30, Mostra Brasília, Local: Cine Brasília. Jeitosinha. Direção: Johil Carvalho.”, “22/9, 18h, Mostra 50 anos em 5 dias, Local: Cine Brasília. Meu amigo Nietzsche. Direção: Fáuston da Silva; 20h, Mostra competitiva, Local: Teatro da Praça – Taguatinga | Espaço Semente – Setor Central / Gama | Teatro de Sobradinho | Riacho Fundo (em frente à Administração); 21h Mostra Competitiva, Local: Cine Brasília. Era uma vez Brasília. Direção: Adirley Queirós”; 23/9, 18h, Sessão Especial: Poesia Viva. Local: Museu Nacional da República. Viva Cassiano. Direção: Bernardo Bernardes”.