Imagem com fundo branco, com faixas coloridas na parte esquerda. Com o texto "Frankenstein, de Mary Shelley, 25/10, 12h, BCE

Participe da próxima rodada do Clube de Leitura da BCE!

Nossa próxima obra será: Frankenstein, ou o Prometeu moderno, de Mary Shelley

 

Público: toda a comunidade acadêmica e externa
Quando: 25/10/2018, quinta-feira
Onde: Sala de treinamento 148, subsolo da BCE
Horário: das 12h às 13h

 

“A história de Victor Frankenstein seria reinterpretada incontáveis vezes. Ainda no século XIX, era levada com sucesso ao teatro. A primeira aparição no cinema data de 1910, mas foi em 1931 que Boris Karloff deu um rosto definitivo à criatura no imaginário popular. O livro de Shelley, assim como o filme de Karloff, serviria de inspiração para a imaginação de artistas como Tim Burton, Clive Barker, Wes Craven, Mel Brooks, Alice Cooper, Roger Corman. As referências estão em todas as partes: nos monstros da Universal Studios e da Hammer Films, na comédia musical de horror The Rocky Horror Picture Show, em filmes como Reanimator, inspirado no conto de H.P. Lovecraft, em álbuns como Yellow Submarine, no universo das HQs da Marvel e da DC Comics, em games como Castlevania, e em séries e desenhos clássicos como A Família Addams e Scooby-Doo.

A lista é interminável. São tantas versões que é quase impossível não estar familiarizado com a história: Victor é um cientista que dedica a juventude e a saúde para descobrir como reanimar tecidos mortos e gerar vida artificialmente. O resultado de sua experiência, um monstro que o próprio Frankenstein considera uma aberração, ganha consciência, vontade, desejo, medo. Criador e criatura se enfrentam: são opostos e, de certa forma, iguais. Humanos! Eis a força descomunal de um grande texto.”

Fonte: darksidebooks.com.br

 

Participe!